Decoração de Ambiente e Equilíbrio nos Espaços

Antes de falar na decoração de ambiente e equilíbrio vejamos uma definição de equilíbrio.

O equilíbrio, propriedade tão procurada na arte em geral, pode ser definido como o estado no qual as forças que agem sobre um corpo resultam em zero, ou seja, elas se compensam mutuamente. Semelhante ao conceito de equilíbrio de forças definido na Física, a maneira mais simples de consegui-lo acontece por duas forças de mesma intensidade que atuam na mesma direção e sentidos opostos. O mesmo ocorre para a visão em que forças fisiológicas atuantes no sistema nervoso se compensam mutuamente determinando a sensação de equilíbrio. O equilíbrio pode sofrer alterações, baseado em duas propriedades fundamentais: Peso e direção. 

O peso está relacionado à localização e pode estar bem distribuído, ou não, fora do centro ou afastado dos eixos verticais e horizontais centrais, do sistema visual adotado. Resumindo, o peso pode estar distribuído, ou não, de forma compensadora sobre um sistema visual o que determinará o seu nível de equilíbrio.

Já a direção (Aqui diferente do conceito de direção na Física em que direção é a reta pela qual se dá um determinado fenômeno) indica o sentido do movimento das forças atuantes. Este sentido pode indicar um ponto ou vários pontos conforme as características do sistema visual adotado. Logo, a direção pode ser usada como uma propriedade da forma que destinada a um centro de atração no sistema visual determinará seu nível de equilíbrio.

Para efeito do trabalho de decoração de ambiente podemos definir o equilíbrio como simétrico, assimétrico, axial(Também chamado de radial) e oculto. A seguir serão apresentados alguns exemplos que poderão contribuir para aqueles que desejam melhorar a sensação visual de seus espaços. As fotos apresentadas no ambiente abaixo foram obtidas no Flickr.

s bed Decoração de Ambiente e Equilíbrio nos Espaços | Decoração, Design e ArquiteturaSimétrico: Este equilíbrio é caracterizado pela igual distribuição das formas e pesos a partir de um eixo vertical e/ou horizontal. Ele costuma a ter uma característica estática e provoca uma sensação visual bem estável. Na foto do quarto ao lado, para quem olha a cama exatamente de frente, pode-se notar esta forma de equilíbrio ao se imaginar uma linha vertical passando pelo centro da cabeceira da cama o que praticamente a dividiria em duas partes praticamente semelhantes. Devido sua estabilidade sugere-se esta opção a espaços relacionados a funções como descanso e relaxamento embora nada impeça o uso de outras formas de equilíbrio nestes espaços.

 

2263771541 873c103708 m Decoração de Ambiente e Equilíbrio nos Espaços | Decoração, Design e ArquiteturaAssimétrico: É semelhante ao simétrico na tomada do eixo vertical e/ou horizontal como referência. No entanto, a distribuição de pesos e formas, pode apresentar algumas diferenças, que, apesar disso, não comprometem o equilíbrio. Repare na foto ao lado que ao adotar uma linha vertical que divida o quadro a lareira pela metade, obtém-se um equilíbrio quase simétrico composto também pelas poltronas. Entretanto, a existência de uma luminária junto à janela, como também, de pequenos quadros e outros itens junto à lareira identificam uma pequena assimetria no sistema visual. Este tipo de equilíbrio é, também de certa forma, estável e estático, dependendo das formas, cores e objetos adotados na composição.   

 

2086268311 4315366940 m Decoração de Ambiente e Equilíbrio nos Espaços | Decoração, Design e ArquiteturaAssimétrico: Nesta foto, a decoração de ambiente, apresenta-se mais um exemplo de assimetria causada pela diferença de dimensões e cores nos quadros que estão na parede atrás do sofá.                                                                                                                                                     

 

163577423 1d822238c8 m Decoração de Ambiente e Equilíbrio nos Espaços | Decoração, Design e ArquiteturaOculto: A percepção aqui já é mais difícil, pois em muitos casos os eixos vertical e horizontal não nos dão referencias para o estabelecimento do equilíbrio. Neste caso, o que ocorre é uma distribuição de formas, cores, texturas, materiais de forma bem localizadas para que as diferentes forças visuais se compensem. Em outras palavras, percebemos o equilíbrio, no entanto, não sabemos determinar exatamente o motivo. Na foto do ambiente ao lado, percebemos a cor laranja na direita equilibrando em parte com os tons de vermelho à esquerda. A horizontalidade dos elementos à esquerda é de certa forma amenizada pela verticalidade dos objetos à direita. É possível observar que a almofada no chão tenta trazer uma amarração para constituir um todo uma vez que esta sala não dispõe de um tapete para esta tarefa. No entanto, percebe-se ainda um maior peso visual à esquerda caracterizado pela quantidade de cores e um certo acúmulo do mobiliário. O dinamismo e o movimento neste equilíbrio pode ficar determinado pela formas utilizadas em toda a composição. 

 

1394346975 41227cea38 m Decoração de Ambiente e Equilíbrio nos Espaços | Decoração, Design e ArquiteturaAxial: Para este imagina-se um eixo vertical, horizontal ou inclinado ao redor do qual os elementos se distribuam de forma equitativa e se compensem mutuamente, seja em cores, formas texturas, etc. Na foto observa-se que os itens que formam toda a composição estão dispostos de uma forma aproximadamente circular, forma esse, reforçada até mesmo pela forma do sofá à direita. Se tomarmos um eixo imaginário ao centro destes elementos teremos uma distribuição aproximadamente equilibrada do todo. Este equilíbrio pode apresentar um certo dinamismo e movimento sugerido pelo contorno ao próprio eixo axial. Em geral este tipo de equilíbrio também é sugerido por formas espirais.

 

Portanto na decoração de ambiente, a forma de equilíbrio estabelecida pode estar vinculada à sensação que se deseja obter do sistema visual apresentado. Assim, o equilíbrios simétricos e assimétricos podem, dependendo do ambiente, causar uma monotonia excessiva o que de certa forma acarretará em uma sensação de tédio pela falta de dinamismo e de movimento que eles carecem. Já equilíbrios axiais e ocultos, conforme o ambiente, podem causar sensação de extremo dinamismo o que pode comprometer sua funcionalidade. Não é à toa que ouvimos em algumas dicas de decoração que ao instalar pisos em forma de tábuas em quartos, não o façamos de forma diagonal, pois poderemos comprometer o descanso uma vez que esta forma imprime muito dinamismo ao ambiente. Entretanto, quero deixar claro que o dinamismo e movimento dependem também, ou até mais, das formas adotadas, e assim, é possível ter equilíbrios quaisquer amenizados em suas sensações de estado uma vez que as formas envolventes sejam escolhidas adequadamente para estas tarefas.

Obrigado pela visita

Abraços

Marcos

email

Pesquisas que levaram a este Blogsite:

  • equilibrio radial
  • Equilibrio oculto
  • equilibrio assimetrico
  • equilibrio na decoração
  • EQUILIBRIO SIMETRICO